PT EN
21 de Outubro de 2020 | 4:56

Bem-vindo ao Portal de Candidaturas ONLINE

Perfil
CANDIDATO

Esta aplicação destina-se a recolher e gerir o processo de candidatura aos cursos da Instituição

Através do regime geral, podem candidatar-se ao ingresso num determinado curso, em 2020, os estudantes que satisfaçam, cumulativamente, as seguintes condições:

Ter aprovação num curso de ensino secundário nas condições para prosseguimento de estudos, quando existentes, ou ser titular de habilitação legalmente equivalente;

Ter realizado as provas de ingresso em 2018 e/ou 2019 e/ou 2020, fixadas para o par instituição/curso e ter obtido nessas provas uma classificação igual ou superior à classificação mínima exigida (95 pontos na escala de 0 a 200);

Satisfazer os pré-requisitos, caso sejam fixados para o par instituição/curso;

Ter uma classificação de candidatura igual ou superior ao valor mínimo fixado para o par instituição/curso (95 pontos na escala de 0 a 200).

Assim, através do regime geral podem candidatar-se:

Os cidadãos portugueses;

Os cidadãos de um Estado membro da União Europeia;

Os cidadãos que, não sendo nacionais de um Estado membro da União Europeia, residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto do ano da candidatura, bem como os filhos que com eles residam, sendo que o tempo de residência para estudo não releva para este efeito;

Os titulares de curso não portugueses legalmente equivalentes ao ensino secundário português podem requerer que as provas de ingresso sejam substituídas por exames finais de disciplinas daqueles cursos.

NOTA: A nota de candidatura é composta pela classificação final do ensino secundário com o peso de 65% e pela classificação da prova de ingresso com o peso de 35%.

Consulte o EDITAL de candidatura

Através do regime geral, podem candidatar-se ao ingresso num determinado curso, em 2020, os estudantes que satisfaçam, cumulativamente, as seguintes condições:

Ter aprovação num curso de ensino secundário nas condições para prosseguimento de estudos, quando existentes, ou ser titular de habilitação legalmente equivalente;

Ter realizado as provas de ingresso em 2018 e/ou 2019 e/ou 2020, fixadas para o par instituição/curso e ter obtido nessas provas uma classificação igual ou superior à classificação mínima exigida (95 pontos na escala de 0 a 200);

Satisfazer os pré-requisitos, caso sejam fixados para o par instituição/curso;

Ter uma classificação de candidatura igual ou superior ao valor mínimo fixado para o par instituição/curso (95 pontos na escala de 0 a 200).

Assim, através do regime geral podem candidatar-se:

Os cidadãos portugueses;

Os cidadãos de um Estado membro da União Europeia;

Os cidadãos que, não sendo nacionais de um Estado membro da União Europeia, residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto do ano da candidatura, bem como os filhos que com eles residam, sendo que o tempo de residência para estudo não releva para este efeito;

Os titulares de curso não portugueses legalmente equivalentes ao ensino secundário português podem requerer que as provas de ingresso sejam substituídas por exames finais de disciplinas daqueles cursos.

NOTA: A nota de candidatura é composta pela classificação final do ensino secundário com o peso de 65% e pela classificação da prova de ingresso com o peso de 35%.

Consulte o EDITAL de candidatura

Podem candidatar-se ao 2º ciclo de estudos:

a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;

b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este processo;

c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Técnico-Científico da Escola;

d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Técnico-Científico da Escola.

Consulte os EDITAIS de candidatura dos mestrados em vigor

Candidatura a cursos de Pós-Graduação

Para mais informação sobre as pós-graduações CLIQUE AQUI.

Acesso à frequência de Unidades Curriculares Isoladas de determinado ciclo de estudos, sem concurso de admissão, ao abrigo do artº 46º-A do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, na sua redação atual, Decreto-Lei nº 65/2018, de 16 de agosto.

As unidades curriculares em que o estudante obtenha aprovação serão segundo o mesmo artigo no seu ponto 4:

a) Objecto de certificação;

b) São obrigatoriamente creditadas, nos termos do artº 45º, caso o seu titular tenha ou venha a adquirir o estatuto de aluno de um ciclo de estudos de ensino superior;

c) São incluídas em suplemento ao diploma que venha a ser emitido.